ANJ protesta contra agressão a repórter

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) emitiu nota ontem em que "lamenta e condena a agressão" sofrida pelo repórter Sérgio Gobetti, do Estado, por parte de agentes de segurança da Câmara. "O jornalista portava de forma visível sua credencial ao entrar no plenário da Câmara quando, sem nenhuma razão, foi interceptado de forma truculenta pelos agentes de segurança, que o agrediram e apertaram seu pescoço", diz a nota, assinada pelo vice-presidente da ANJ, Júlio César Mesquita. "Foi um ato injustificado de violência." A entidade também manifesta expectativa de que a sindicância aberta pela Câmara leve à punição dos agressores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.