FÁBIO MOTTA/ESTADÃO
FÁBIO MOTTA/ESTADÃO

ANJ divulga nota em que ‘lamenta’ declaração de Jair Bolsonaro

Durante entrevista, presidente se referiu ao jornal Folha de S.Paulo como “toda fonte do mal”

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2019 | 16h04

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nesta quinta-feira, 28, uma nota afirmando que “lamenta” a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que criticou o jornal Folha de S. Paulo em entrevista à TV Bandeirantes, na quarta-feira. O presidente se referiu ao jornal como “toda fonte do mal” ao responder uma pergunta do jornalista José Luiz Datena.

Na nota da ANJ, a Associação ressalta que “o presidente também fez críticas genéricas ao jornalismo, mais uma vez demonstrando falta de compreensão em relação ao papel da imprensa”. O texto é finalizado com o posicionamento de que “jornalismo é fonte de informação para os cidadãos, e não um inimigo a ser combatido”.

Confira a nota na íntegra:

A Associação Nacional de Jornais lamenta a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que "toda fonte do mal é a Folha de S.Paulo". Na entrevista em que atacou o jornal, o presidente também fez críticas genéricas ao jornalismo, mais uma vez demonstrando falta de compreensão em relação ao papel da imprensa. Além de apresentar o relato de fatos e a multiplicidade de visões, é missão da imprensa acompanhar e fiscalizar os atos dos poderes e das autoridades públicas. Essencial para a democracia, jornalismo é fonte de informação para os cidadãos, e não um inimigo a ser combatido. Brasília, 28 de março de 2019. ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS - ANJ 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.