Aníbal defende candidatura de Alckmin em São Paulo

O novo líder do PSDB na Câmara, José Aníbal (SP), deixou claro, em entrevista após ser eleito para o cargo hoje, que defende a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Prefeitura de São Paulo. A posição discorda de setores do partido, incluindo o governador de São Paulo, José Serra, que defendem a reeleição do prefeito Gilberto Kassab (DEM) em uma eventual aliança que significasse o apoio do DEM a Serra na disputa de 2010 para a presidência da República."A possibilidade da candidatura de Geraldo Alckmin é forte. Ele foi governador (de São Paulo) por duas vezes, foi candidato à presidência com mais de 40 milhões de votos. Ele tem um diálogo, uma empatia com o eleitor de São Paulo", afirmou Aníbal. Ele lembrou que a partido já aprovou resolução no ano passado sugerindo que os tucanos tenham candidatos em todas as cidades como justificativa para que o PSDB lance Alckmin à disputa municipal. "A eleição é o grande teste. O partido tem de ter raiz, presença municipal, sobretudo nas cidades que são espelho", disse. A disputa pela liderança na Câmara serviu como uma prévia da posição do partido quanto à sucessão em São Paulo. Deputados fizeram a ligação direta da derrota do deputado Arnaldo Madeira (SP) na disputa com Aníbal com a derrota de Serra na queda de braço com Alckmin para saber quem tem mais poder no partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.