Aníbal cobra lealdade do PMDB

O presidente nacional do PSDB, deputado José Aníbal (SP), criticou duramente o presidente interino do PMDB, senador Maguito Vilela (GO), afirmando que considera incompatível que um dirigente de partido que faz parte da base aliada faça críticas tão ?furiosas? ao governo. Vilela vem fazendo críticas à condução da política do governo, e é defensor de candidatura própria do PMDB à presidência da República, em 2002. "O discurso de Maguito Vilela é de ruptura em relação ao governo", disse Aníbal.O tucano fez estas afirmações em entrevista que concedeu no intervalo de reunião que está mantendo com os presidentes de 18 diretórios regionais do PSDB. Segundo ele, esses dirigentes querem que o partido cobre dos aliados fidelidade ao governo. "Eles avaliam que não é possível a omissão daqueles que estão no governo em relação à administração comandada pelo presidente Fernando Henrique. É preciso que se defenda o governo", sustentou Aníbal. Segundo ele, os presidentes dos diretórios cobraram, também, maior eficiência da parte de comunicação institucional do governo, sob o argumento de que os Estados desconhecem importantes programas que vêm sendo desenvolvidos pela equipe de Fernando Henrique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.