DIDA SAMPAIO/ESTADAO
DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Análise: Sabatinas se traduzem em mera homologação

A grande maioria dos senadores encerrou suas falas desejando sorte e sucesso Kassio Marques no STF, como se o mesmo já estivesse empossado

Marina Faraco *, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2020 | 21h35

O que se assistiu nas quase dez horas de sabatina de Kassio Nunes Marques não foi novidade. Como se sabe, no Brasil, cabe ao Senado Federal aprovar (ou não) o indicado pelo Presidente da República, avaliando se reúne os requisitos constitucionais para o cargo: notório saber jurídico e reputação ilibada. Na prática, contudo, a sabatina tem se traduzido em mera homologação das indicações presidenciais. Abrindo mão de sua importante prerrogativa constitucional, muitos Senadores usaram a palavra para fazer desabafos pessoais sobre processos ou ressaltar seus próprios feitos, enquanto outros nem sequer fizeram perguntas. 

A grande maioria encerrou suas falas desejando sorte e sucesso ao sabatinado na nova função, como se o mesmo já estivesse empossado, quando, na verdade, estava ali exatamente para definir se isto, de fato, ocorreria. Não que o candidato não tenha demonstrado conhecimentos jurídicos. Ao contrário, respondeu muitas das perguntas como quem (bem) conhece o Direito e a prática judicial. Sobre os temas dominantes, a judicialização e o “ativismo judicial”, definiu-se como “garantista”, uma postura intermediária entre a linha originalista e a progressista, concluindo que o garantista, às vezes, “precisa ser ativista”.

Com isso, o novo ministro promete, como bem recomenda a doutrina aristotélica do meio-termo, agir com uma “autocontenção minimalista”, concretizando a Constituição sem interferir demasiadamente nas decisões dos demais Poderes. Como fará isso, só a prática dirá.

* PROFESSORA DA FACULDADE DE DIREITO DA PUC/SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.