Amorim vai ao Irã 'preparar terreno' para viagem de Lula

Lula afirma que ministro sondará possibilidade de entendimento entre agência atômica e Irã.

Fabrícia Peixoto, BBC

22 de abril de 2010 | 18h12

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, fará uma viagem a Teerã na próxima semana, pouco antes da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à capital do Irã.

Segundo o presidente Lula, o objetivo da viagem de Amorim é "preparar bem" seu encontro com o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, que está programado para o dia 16 de maio.

"Queremos preparar bem a viagem e saber quais são as possibilidades que nós temos de fazer com que a Agência (Internacional de Energia Atômica) e o Irã cheguem a um acordo", disse o presidente Lula, logo após um encontro com o presidente do Líbano, Michel Suleiman, que está em visita ao Brasil.

Antes de chegar a Teerã, Amorim deverá ainda passar por Rússia e Turquia. Os dois países têm sido cotados como depositários fiéis na troca de urânio com o Irã, conforme a principal proposta sobre a mesa.

Um representante da diplomacia brasileira disse à BBC Brasil que a viagem de Amorim a Teerã "já estava programada" e que o objetivo é "amadurecer" as negociações e, assim, "preparar o terreno" para a vista do presidente Lula ao país.

"Omissão"

O presidente Lula disse que o Brasil tem "autoridade moral e política" para discutir a questão nuclear iraniana, citando o fato de que a Constituição brasileira proíbe o uso da energia nuclear para fins militares.

Lula também defendeu o uso da energia nuclear como uma saída às mudanças climáticas. "Precisamos cada vez mais de energias limpas", disse.

Questionado sobre um possível risco à diplomacia brasileira na aproximação com o Irã, o presidente Lula disse que o risco, nesse caso, "é da omissão".

"O risco maior que eu poderia ter era me omitir, achando que só alguns países podem cuidar da paz", disse o presidente.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
irãcelso amorimviagemteerã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.