Amorim vai à China preparar visita de Lula em maio

O ministro das RelaçõesExteriores, embaixador Celso Amorim, embarca neste domingo para a República Popular da China (RPC), onde fica até apróxima quarta-feira em missão oficial para preparar a visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva àquele país, prevista para maio deste ano. Em 2004, comemoram-se 30 anos do relacionamento entre o Brasil e a República Popular da China. As relações entre os dois países se destacam pela cooperação na área de tecnologia e pelas posições convergentes adotadas em fóruns multilaterais. O comércio bilateral alcançou a cifra de US$ 6,7 bilhões no ano passado. A China foi, em 2003, o maior destino dasexportações brasileiras na Ásia e o terceiro maior em todo o mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e da Argentina. A excelente cooperação que o Brasil mantém com a China se desenvolve no contexto de uma "parceria estratégica" constituída entre os dois países por volta dos anos 90. A RPC mantém com o Brasil o mais importante programa de cooperação entre países do Sul na área de alta tecnologia, o Programa Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres. Nesta segunda-feira será inaugurado escritório da companhia aérea Varig, em Pequim.Esta será a primeira visita do ministro Celso Amorim à China durante o Governo Lula. Na capital chinesa, segundo a Agência Brasil, o ministro deveencontrar-se com o primeiro-ministro Wen Jiabao; com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Li Zhaoxing; com o conselheiro deEstado e ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, Tang Jiaxuan; com o ministro da Comissão de Ciência, Tecnologia e Indústriapara a Defesa Nacional, Zhang Yunchuan; e com o ministro do Comércio, Bo Xilai. Depois de Pequim, o ministro Celso Amorim segue em missão oficial ao Japão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.