Amorim e Dilma discutem apoio do Exército em áreas atingidas por enchentes

No segundo dia de expediente após as férias, presidente recebeu ministro da Defesa para tratar do apoio aos Estados afetados pelas chuvas

Rafael Moraes Moura, de O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2012 | 13h39

BRASÍLIA - Em seu segundo dia de expediente em Brasília após temporada de férias na Base Naval de Aratu, na Bahia, a presidente Dilma Rousseff recebeu nesta sexta-feira, 6, o ministro da Defesa, Celso Amorim. Os dois discutiram o papel do Exército nas áreas afetadas pelas fortes chuvas que castigam parte do País.

"Falamos sobre o papel que o Exército tem tido, o apoio que tem dado sobre essa questão das enchentes, que estamos fazendo no Rio, Minas (Gerais)... Enfim, correspondendo sempre aos pedidos das autoridades civis", disse Amorim a jornalistas, após o encontro, no Palácio da Alvorada. A presidente retornou nessa quinta-feira, 5, a Brasília, depois de descansar por dez dias com a família na Base Naval de Aratu, na Bahia. Menos de uma hora e meia depois de chegar ao Palácio da Alvorada de helicóptero, recebeu a ministra Gleisi Hoffman (Casa Civil). Gleisi encurtou as férias, na última terça-feira, por causa das chuvas em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, no mesmo dia em que o "Estado" revelou que Pernambuco, berço político do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, foi o principal destino das verbas antienchentes.

Em obras novas, iniciadas em 2011, Pernambuco concentrou 90% dos gastos da pasta destinados a esse fim, revela levantamento feito com base em registros do Tesouro Nacional e pela organização não governamental (ONG) Contas Abertas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.