Ambulante tunisiano é personalidade do ano do 'Times' londrino

O jornal londrino The Times anunciou nesta quarta-feira a escolha do vendedor ambulante Mohamed Bouazizi como a personalidade de 2011, por ter dado início à Primavera Árabe com a autoimolação.

REUTERS

28 de dezembro de 2011 | 09h48

Bouazizi ateou fogo ao corpo em 17 de dezembro de 2010, num protesto contra autoridades que tentavam proibi-lo de vender frutas e legumes nas ruas da cidade tunisiana de Sidi Bouzid. Ele morreu em 4 de janeiro, aos 26 anos.

O fato desencadeou uma onda de protestos que rapidamente se espalhou pela Tunísia e por outros países do mundo árabe, ressoando junto a milhões de pessoas insatisfeitas com a falta de perspectivas econômicas e com o autoritarismo dos seus governos.

Os protestos, que ficaram conhecidos como Primavera Árabe, levaram à queda dos governos da Tunísia, Egito, Líbia e Iêmen, e ainda motivam violentos protestos na Síria.

"O Times aponta hoje Mohamed Bouazizi, o vendedor de rua que se tornou a inspiração para a Primavera Árabe, como a sua personalidade do ano", disse o jornal na primeira página. "Bouazizi não era um revolucionário, mas o seu protesto solitário serviu como catalisador para uma onda de revoltas que transformaram o Oriente Médio."

(Reportagem de Mohammed Abbas)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALTIMESPREMIOBOUAZIZI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.