Amazônia perde batalha por atenção do mundo, dizem jornalistas estrangeiros

Preservação da floresta 'não é considerada central no debate sobre mudança climática'.

Edson Porto, BBC

09 de maio de 2008 | 07h55

O debate sobre o aquecimento global tem aumentado o interesse sobre a Amazônia no exterior, mas em vários países do mundo a maioria das pessoas ainda não identifica a preservação da maior floresta tropical do planeta como uma questão central no debate sobre mudanças climáticas. Essa é a opinião de um grupo de jornalistas estrangeiros da BBC que nesta semana está viajando pela Amazônia para investigar como a região pode se desenvolver e ao mesmo tempo preservar a floresta. "Nos últimos anos a mudança climática, a divulgação dos relatórios do IPCC (sobre alterações no clima) geraram um novo interesse sobre a floresta", acredita o inglês que vive nos Estados Unidos Alex Gallafent, repórter de um programa de rádio da BBC voltado ao público americano. "As pessoas (nos EUA) sabem que é importante preservar (...), mas na verdade o gelo derretendo nos pólos ainda é a imagem na qual elas pensam quando se fala em mudanças climáticas." "Visão estereotipada"A opinião é compartilhada por jornalistas de países tão distintos como Romênia e China. Para o chinês Shum Ping, os chineses ainda têm uma visão estereotipada da região amazônica e para muitos a selva é a última coisa que vem à mente quando se fala do clima. "Quando contei para um primo meu na China que estava vindo para a Amazônia ele achou incrível", conta Ping, que atualmente mora em Londres. "Os chineses em geral pensam em geleiras ou em desertos quando se fala do aquecimento global. Na China a imprensa não faz muito a conexão entre a floresta e esse tema. A Amazônia ainda é um lugar muito distante e misterioso."ParalelosApesar da distância, o indonésio Muhammad Yusuf Arifin vê muitos paralelos entre a situação da floresta no Brasil e em seu país de origem. "Nós estamos discutindo a mesma coisa: como explorar a floresta, melhorar a situação de vida da população, e ao mesmo tempo preservar."No entanto ele diz que assim como a maioria dos brasileiros deve saber muito pouco sobre a floresta na Indonésia, uma das maiores e mais ameaçadas do planeta, os indonésios sabem muito pouco sobre a Amazônia. "Os indonésios acham que a nossa floresta é a mais importante do planeta, eles estão muito fechados dentro dos problemas do país e não conhecem a realidade brasileira."Impacto globalMesmo em partes da Europa, a situação da floresta é desconhecida. O jornalista romeno Catalin Striblea diz que embora seu país seja um grande exportador de madeira e tenha problemas com o uso dos recursos florestais, os romenos só conhecem a floresta brasileira por meio de documentários sobre o mundo natural. Na opinião do ex-secretário de meio ambiente do governo do Amazonas, Virgílio Viana, a comunidade internacional deveria participar mais do debate sobre a preservação por causa do impacto global que a destruição da floresta pode provocar. "A floresta não é apenas responsável pela absorção de CO2 (gás carbônico), mas também pela distribuição de umidade em áreas que vão muita além dela", afirma o engenheiro florestal. "É uma questão de impacto mundial."Dez jornalistas do Serviço Mundial da BBC, do qual faz parte da BBC Brasil, estão realizando uma viagem de barco entre Manaus e Santarém e realizando reportagens sobre os desafios relacionados à floresta para mais de uma dúzia de países.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.