Amazônia Legal concentra assentados

Entre 2003 e 2007, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) assentou quase 449 mil famílias no País. Desse total, 307 mil (68%) receberam terras na Amazônia Legal - de acordo com levantamento feito pelo professor Ariovaldo Umbelino, da USP. Em artigo divulgado ontem pelo Boletim Dataluta, da Unesp, ele afirma que essa distribuição mostra que o governo evita assentar famílias nas áreas onde estão os acampamentos de sem-terra para não enfrentar o agronegócio e nem os parlamentares que o defendem - e que fazem parte de sua base de apoio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.