AM apura compra de passagens por deputado

O Ministério Público do Amazonas investiga o uso de verba pública para compra de passagens aéreas a 16 membros da família do presidente da Assembléia Legislativa, Belarmino Lins (PMDB). A investigação é feita pela promotoria de Justiça Especializada de Proteção ao Patrimônio Público. Em 2006, Lins teria comprado 180 passagens para parentes, ao custo de R$ 138 mil, para nove cidades, entre as quais São Paulo e Buenos Aires. A reportagem entrou em contato com Lins, mas não obteve resposta. A uma rádio, o deputado disse que comprou as passagens com parte da verba de gabinete.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.