Alvo de protestos, Alckmin diz que 'toda manifestação é legítima'

Em visita à cidade de Itápolis nesta sexta-feira, governador de São Paulo também reiterou que vai apurar todas as denúncias de formação de cartel nas obras do metrô

Rene Moreira, Agência Estado

16 de agosto de 2013 | 17h21

ITÁPOLIS - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), reiterou nesta sexta-feira, 16, que vai apurar todas as denúncias envolvendo o suposto cartel nas obras do Metrô, pois o inquérito já está aberto. Em visita à cidade de Itápolis, no nordeste do Estado, o tucano foi questionado sobre o fato de ter sido alvo de recentes manifestações nas ruas da cidade. "Toda manifestação é legítima", respondeu.

Em Itápolis, o governador assinou convênios na área de saneamento básico, num evento que reuniu prefeitos da região. Os administradores aproveitaram a presença do governador para reivindicar melhorias para a região.

Bem humorado, Alckmin disse que é "um pai que tem 645 filhos", numa referência aos municípios do Estados. Depois, citou o principado de Mônaco para argumentar que as cidades de São Paulo são muitas vezes maiores que aquele país europeu e que, por isso, as dificuldades (para atender todas as demandas) são grandes.

Tudo o que sabemos sobre:
Alckmincartelprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.