Alves libera acesso a plenário para sessão sobre golpe

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), chegou ao plenário da Câmara e abriu a sessão que a Casa realiza sobre os 50 anos do golpe militar, na manhã desta terça-feira, 01. Após reclamações de parlamentares sobre convidados barrados, Alves decidiu liberar o acesso ao plenário.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

01 de abril de 2014 | 11h25

A sessão começou com mais de uma hora de atraso porque deputados que lutaram contra o regime não concordaram com o início dos trabalhos sob a presidência de Jair Bolsonaro (PP-RJ), defensor do regime militar e deputado mais antigo entre os presentes. Somente com a chegada de Alves os trabalhos foram abertos. Bolsonaro já bateu boca em plenário com convidados contrários ao regime militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.