Alves espera ter só em janeiro laudo sobre Genoino

Em conversas com alguns líderes na tarde desta terça-feira, 26, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ponderou haver a possibilidade de o laudo sobre o quadro de saúde de José Genoino (PT-SP) ser conclusivo apenas em janeiro de 2014.

ERICH DECAT, Agência Estado

26 de novembro de 2013 | 18h33

"O sentimento dele é de que a junta médica peça mais tempo para dar um laudo conclusivo", disse um líder da base aliada com quem Alves conversou sobre a situação de Genoino.

Esse "sentimento" de Henrique deve-se em parte ao encontro que ele teve na semana passada com dois, dos quatro médicos da Casa, que fazem parte da junta médica que deverá apresentar um parecer sobre o pedido de aposentadoria por invalidez solicitado pelo petista.

No encontro, foi passado ao peemedebista os motivos pelos quais se pediu o adiamento de um laudo conclusivo para o dia 15 de janeiro. Em razão de Genoino ter colocado uma prótese de 15 centímetros no coração houve um entendimento inicial, por parte dos servidores, que seria melhor aguardar esse prazo para ver a evolução do estado de saúde do petista.

Submetido a uma cirurgia cardíaca no meio do ano, Genoino está de licença médica e pediu aposentadoria por invalidez em setembro.

Na noite desta segunda-feira, a pedido de Henrique Eduardo Alves, os integrantes da junta médica da Casa realizaram novos exames. Nesta quarta-feira, o grupo de servidores deve apresentar um parecer em que pode constar as seguintes possibilidades: conclusão pela invalidez de Genoino; conclusão de que não há um quadro de invalidez; e conclusão de que não há elementos suficientes para se dar um laudo definitivo neste momento.

Caso o laudo seja pela invalidez, Genoino poderá se aposentar com o valor integral do salário de um deputado, atualmente em R$ 26,7 mil. A aposentadoria também poderá extinguir a possibilidade de abertura de um processo de cassação contra o petista.

Nesta quinta-feira, integrantes da Mesa Diretora da Câmara devem se reunir para discutir sobre o laudo da junta médica e sobre o futuro do mandato de Genoino.

Tudo o que sabemos sobre:
MensalãoGenoinoAlves

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.