Alves diz que reforma ministerial expõe o PMDB

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), reclamou na tarde desta quarta-feira, 5, que seu partido ficou "exposto" nas negociações da reforma ministerial. O deputado disse ainda que a decisão do PMDB de deixar a presidente Dilma Rousseff "livre" para recompor os ministérios sem pressão da bancada na Casa não impedirá que o partido continue apoiando o governo nas votações.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 19h17

Segundo Alves, as negociações em torno das reivindicações da sigla não foram "bem conduzidas" e as conversas "provocaram distorções". "Essa exposição de cargos para cá, para lá, não foi bem costurada e está expondo o partido", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
PMDBREFORMA MINISTERIAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.