Álvaro Lins falta, de novo, a depoimento

Pela segunda vez o deputado estadual Álvaro Lins (PMDB-RJ) faltou ao depoimento marcado pelo Conselho de Ética da Assembléia do Rio, na quarta-feira. Ex-chefe da Polícia Civil, ele sofre processo de cassação por suposto envolvimento com a máfia dos caça-níqueis. Ele nega a acusação. Lins alegou que o seu advogado teria outra audiência no mesmo horário e que, portanto, não poderia comparecer. O presidente do conselho, deputado Paulo Melo (PMDB), deu prazo de 5 dias para que ele entregue por escrito a defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.