Alvaro Dias se diz fora de campanha ao governo do PR

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) disse hoje que não se envolverá na campanha para o governo do Paraná. "Ficarei equidistante do pleito", afirmou. Cotado para ser vice na chapa presidencial de José Serra (PSDB), ele tem o irmão, senador Osmar Dias (PDT), disputando o governo paranaense em coligação com PT e PMDB, que têm como candidata à Presidência da República a ex-ministra Dilma Rousseff. "É uma coisa atípica", disse Alvaro, que sempre esteve ao lado do irmão em campanhas.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

12 Julho 2010 | 16h53

O senador afirmou ainda que, mesmo quando ele era cotado para ser candidato ao governo paranaense, sempre defendia que o projeto nacional era mais importante. "Vou participar ativamente da campanha de José Serra para presidente da República em todo País", reforçou. No Paraná, deve fazer campanha, inclusive com gravações para o horário político, apenas pela candidatura do deputado federal Gustavo Fruet (PSDB) ao Senado.

Em relação ao governo, sustentou que a população não entenderia o apoio a outro candidato que não fosse o irmão. "Há uma razão ética e familiar para que não apoie o candidato do meu partido", ponderou. E, no caso de apoiar Osmar, disse que estaria afrontando a legislação eleitoral e a lei de infidelidade partidária. "E até poderia ser expulso do PSDB por apoiar a candidata Dilma Rousseff contra o Serra, além de ser uma incoerência política porque condeno esse governo há quase oito anos", disse.

Mais conteúdo sobre:
eleição governo Paraná Alvaro Dias campanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.