Alvaro Dias declara voto no irmão, que apoia Dilma no PR

O senador Alvaro Dias (PSDB) declarou hoje, em entrevista coletiva realizada em Maringá, no norte do Paraná, que votará em seu irmão Osmar Dias (PDT) para o governo do Estado, apesar de ele ser adversário de Beto Richa (PSDB) e estar engajado na campanha da candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT). O senador tem sido um dos maiores críticos de Dilma e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 16h39

"Meu voto para governador não será o voto do político que já exerceu vários mandatos no País. Será o voto do irmão", afirmou. "Meus companheiros do PSDB haverão de entender a minha posição, porque não é um voto do político, é um voto do irmão", completou.

Preterido pelo diretório regional do PSDB, que preferiu aclamar Richa como candidato ao governo apesar do interesse de Alvaro Dias de disputar uma convenção, o senador afastou-se da campanha. Tem percorrido alguns municípios e fez gravações no programa eleitoral apenas para apoiar a candidatura do deputado federal Gustavo Fruet (PSDB), que disputa uma vaga como senador.

Alvaro Dias também tem pedido votos para o candidato a presidente José Serra (PSDB), de quem chegou a ser cogitado para ocupar o cargo de vice, mas teve o nome vetado pelo DEM, que preferiu o deputado federal Indio da Costa (DEM-RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.