Alto Comando comemora compra de caça sueco

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, comemorou com o Alto Comando da Força Aérea a decisão da presidente Dilma Rousseff, anunciada na última quarta-feira, de comprar o caça sueco Gripen, depois de o processo se arrastar por quase duas décadas. "Há 40 anos não compramos um avião novo", disse ele.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

19 Dezembro 2013 | 20h25

Depois de informar que os governos brasileiro e sueco estão negociando a chegada de 12 aviões no primeiro semestre de 2015, para suprir a carência dos atuais caças que se "aposentam" dia 31 de dezembro, o comandante da FAB assegurou que o Brasil "não vai ficar vulnerável" durante o ano que vem, quando o País sediará a Copa do Mundo de Futebol porque os F-5 cumprirão perfeitamente o papel de fazer a defesa aérea do País.

O brigadeiro Saito ressaltou que 80% da estrutura do Gripen será feito no Brasil para toda a frota mundial. Citou por exemplo, a construção da asa, que suportará velocidades supersônicas e que, posteriormente, poderá ser absorvida pela Embraer.

Mais conteúdo sobre:
caça Aeronáutica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.