Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Alternância de poder reduz corrupção, diz Campos

Provável candidato à Presidência destaca a importância da 'inovação' e da 'alternância' nas instituições políticas

Angela Lacerda, O Estado de S. Paulo

21 de outubro de 2013 | 12h56

RECIFE - O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), afirmou nesta segunda-feira, 21, que a alternância do poder evita que um partido agregue "defeitos" como corrupção e briga por cargos. Foi uma referência à entrevista publicada ontem pelo jornal espanhol El País na qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o PT acumulou vícios após entrar no governo - o partido está no governo federal há 11 anos.

Para Campos, provável candidato à Presidência da República nas eleições do ano que vem, os quadros partidários vão "ganhando simplicidade com esta alternância,vão ficando linkados com o dia a dia".

"O que blinda as instituições dos vícios e distorções é a capacidade de se inovarem, de estarem submetidas ao controle social, a alternância de papel que passa a cumprir na vida política do país", afirmou, em entrevista durante vistoria de obras de ampliação do Hospital Barão de Lucena, no bairro da Iputinga, no Recife.

"Por isso é importante que todo o tempo os partidos possam governar, fazer oposição, cuidar com responsabilidade do seu papel naquele determinado momento histórico", completou o governador.

Ele afirmou que o PSB tem a "obrigação de aprender com os erros dos outros", precisa "estar preparado para assumir responsabilidade e na medida em que assume responsabilidades maiores, ter a preocupação para não reproduzir os velhos erros".

Nesta segunda,o governador ainda recebe o presidente estadual do PT, deputado federal Pedro Eugênio, que irá comunicar oficialmente a decisão do partido de entregar os cargos no governo estadual e nas prefeituras do Recife e de Paulista, na região metropolitana.

Tudo o que sabemos sobre:
Camposeleições 2014corrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.