Aloysio quer lançar candidato do PSDB em janeiro

O ministro da Justiça, Aloysio Nunes Ferreira, defendeu hoje a antecipação, para janeiro, do lançamento do candidato do PSDB à sucessão do presidente Fernando Henrique Cardoso, em vez de deixar a escolha para março, como decidiu a direção do partido. O ministro não quis, no entanto, comentar a propalada desistência do governador do Ceará, Tasso Jereissati, de disputar a indicação dentro do partido. Aloysio fez estas afirmações após participar da solenidade de lançamento do Programa Nacional de Prevenção e Combate ao Tráfico de Seres Humanos.Imposto de RendaAloysio Nunes Ferreira afirmou que, com a aprovação, pelo Congresso, da correção da tabela de descontos do Imposto de Renda da Pessoa Física em 17,5%, o governo terá que fazer cortes de gastos, mas não adiantou onde serão feitos esses cortes. Ele criticou os partidos de oposição por terem votado pela aprovação do projeto. "O estranho é que isso tenha sido apoiado pelas esquerdas", disse Aloysio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.