Aloysio Nunes faz passagem relâmpago em convenção do PSDB apenas para votar

Em meio a desembarque tucano, ministro das Relações Exteriores diz que fica no governo enquanto Temer quiser

Anne Warth, O Estado de S.Paulo

09 Dezembro 2017 | 11h50

Brasília – O ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, fez um rápida passagem na convenção nacional do PSDB. Ele disse que foi apenas para votar na chapa única que vai eleger a executiva nacional do partido neste sábado. 

Aloysio é um dos dois integrantes do partido que permanecem no governo Temer. A outra é a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Luislinda Valois. Ontem, o tucano Antônio Imbassay pediu demissão da Secretaria de Governo.

+++ Goldman diz que PSDB nunca embarcou no governo Temer

Questionado sobre o motivo de deixar a convenção tão cedo, Aloysio justificou que vai embarcar logo mais para Buenos Aires, onde participa de uma reunião da cúpula do Mercosul que pode fechar acordo comercial com a União Europeia. Segundo o ministro, ontem ele fechou a proposta que será discutida no encontro. O presidente Temer só embarca para Buenos Aires amanhã, para também participar do encontro.

Aloysio disse que permanece no governo Temer enquanto o presidente quiser. Ele também afirmou que se candidatará à reeleição no Senado no ano que vem, o que o obrigaria a deixar o cargo de ministro em abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.