Aloysio Nunes fala em solidariedade a Aécio e desconversa sobre saída do governo

Ministro das Relações Exteriores disse, ainda, que espera pela divulgação dos áudios

Erich Decat, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2017 | 15h36

Brasília - O ministro das Relações Exteriores, o tucano Aloysio Nunes, disse que a decisão sobre o novo presidente do PSDB cabe exclusivamente ao atual presidente, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Aloysio Nunes deixou há pouco a residência do tucano junto com o líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer. "A decisão sobre o partido cabe ao senador Aécio Neves. Apenas e exclusivamente a ele", disse. "Viemos aqui não para tratar desse assunto, mas para manifestar solidariedade a ele".

Questionado sobre a permanência dele e do partido no Governo de Michel Temer, Nunes se esquivou. "Esperamos os esclarecimentos dessa situação. Por enquanto, não temos nem sequer o conhecimento dos áudios e vídeos. É preciso que isso venha a público", disse, em referência à gravação de Joesley Batista, da JBS, que mostra que Temer teria dado aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Diante da insistência de jornalistas sobre sua permanência no governo, Nunes encerrou a entrevista. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.