Aloysio Nunes diz que espera 'migração de votos' depois de desistência de Quércia

Candidato único ao senado na coligação, o ex-secretário afirmou que votos aumentarão assim que apoio de Quércia for explicitado

Malu Delgado, de O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2010 | 18h14

SÃO PAULO - O candidato do PSDB ao Senado, Aloysio Nunes Ferreira, disse nesta segunda-feira, 6, esperar uma "migração de votos considerável na medida em que o apoio de (Orestes) Quércia seja explicitado".

 

Aloysio Nunes passa a ser o único candidato da coligação Unidos Por São Paulo a partir da renúncia do ex-governador Orestes Quércia (PMDB) da disputa.

 

Por questões de saúde, Quércia desistiu da candidatura e oficializou o apoio ao tucano.

A partir de agora, o candidato tucano terá cerca de cinco minutos na propaganda eleitoral de rádio e televisão.

 

Ele afirmou que seguirá a mesma linha dos seus programas atuais, "evitando promessas e coisas mirabolantes". "Evidentemente mostrando as pessoas que me apoiam e tem prestígio político e que fazem parte da minha história", acrescentou, confirmando que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e os candidatos à Presidência, José Serra, e ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, terão espaço em seu programa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.