Alianças de Alckmin serão decididas até quinta-feira

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que pretende decidir até quinta-feira quais serão as alianças feitas no período eleitoral. "Sempre defendi alianças e vamos trabalhar para ampliá-las", afirmou o governador.Ele deve se encontrar na segunda-feira com o presidente do PSDB, Tasso Jereissati, para discutir o assunto. "Vou colocá-lo a par e ele, como presidente, vai conduzir esse processo de conversa institucional com outros partidos". Alckmin destacou que vê de forma positiva a aliança com o PFL. "As reuniões com o PFL foram muito boas no Rio".O governador também disse que acredita que o prefeito de São Paulo, José Serra, tem todas as condições de ser um ótimo candidato para o governo do Estado, destacando que ele possui apoio partidário.Ao ser questionado sobre as acusações publicadas neste domingo pela Folha de S.Paulo, de que o governo teria pressionado e direcionado recursos da Nossa Caixa para favorecer a mídia aliada, foi categórico: "conversei com o presidente da Nossa Caixa e não tem a menor veracidade". Ele acrescentou que o governo do Estado não interfere em banco público e que os critérios de distribuição da mídia do governo são extremamente técnicos. Segundo ele, São Paulo é um dos estados que menos gasta com comunicação, cerca de R$ 2 por habitante ao ano.Alckmin fez as declarações durante a vistoria das obras no Parque da Juventude, na zona norte da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.