Alianças aproximam Lula de novos escândalos, diz senadora

A senadora Heloísa Helena (PSOL-AL), em entrevista ao site Congresso em Foco, afirmou que não vê mais salvação para o governo Lula. Para a ex-petista, as alianças feitas pelo presidente para o segundo mandato o afastam ainda mais da esquerda e o aproximam de novos escândalos. "O conglomerado de forças políticas que se associam no novo governo consegue ser pior do que no primeiro", afirma a senadora. É o que ela chama de "coalizão neoliberal".Heloísa Helena deixará o Senado este ano e retornará a Maceió, onde lecionará Epidemiologia para duas turmas na Universidade Federal de Alagoas (UFAL), ainda segundo o site. Sobre seus planos políticos, continuará na presidência do PSOL e pretende trabalhar na construção do partido que ajudou a fundar após a expulsão do PT. Mas ela afirmou que ainda é cedo para se falar em uma nova candidatura. A senadora concorreu à Presidência da República nas últimas eleições.Em meados de dezembro, Heloísa Helena fez um discurso emocionado de despedida no Senado, com direito a apartes de tucanos que combatia em nome do PT, como os senadores Arthur Virgílio (AM) e Tasso Jereissati (CE), seus colegas de oposição durante o governo Lula. A partir do próximo dia 1º, sua vaga será ocupada pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello (PRTB-AL). A senadora também não acredita na inocência do presidente Lula nos escândalos que envolveram seu governo, como o do mensalão - valor pago mensalmente a parlamentares para aprovarem os projetos do governo. "Ele (Lula) é uma figura muito inteligente, espertíssima e, exatamente por isso, era impossível ter acontecido qualquer coisa no governo do PT sem a coordenação e o comando do presidente", disse em entrevista ao Congresso em Foco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.