Aliança entre PT e PSDB em Belo Horizonte

Está cada vez mais próxima de acontecer a ligação entre os dois partidos para as eleições municipais

Leonardo Werner,

30 de março de 2008 | 19h44

A aliança entre PT e PSDB para as eleições municipais de Belo Horizonte deve ser aprovada pelo diretório mineiro do Partido dos Trabalhadores. O partido realizou votação neste domingo para eleger os delegados que, no próximo dia 6, poderão dar um desfecho definitivo para a parceria, idealizada pelo prefeito da capital mineira, o petista Fernando Pimentel, e o governador do Estado, Aécio Neves (PSDB). Até o fechamento desta edição, a contabilização dos votos não havia sido concluída, mas, segundo apuração prévia do partido, a chapa "PT Pelo Entendimento" - que representa a aliança entre os partidos - teria 85% dos votos. Ainda de acordo com PT em Belo Horizonte, foram depositados 2.600 votos, das 9h às 17h, nas nove regionais do partido na capital mineira.  O número de votantes foi considerado satisfatório. De acordo com o partido, superou até mesmo o das eleições para o diretório municipal em 2007, quando compareceram às urnas 2.050 votantes. Aproximadamente 8.000 filiados estavam aptos a votar neste domingo em Belo Horizonte. A expectativa era de que a apuração terminasse até as 22h, mas sem surpresas ou modificações significativas no quadro apresentado pela parcial. Os votantes puderam escolher entre a chapa anunciada como a provável vencedora e a "PT Tucano Não", que obviamente adotava linha contrária.  O nome do candidato único ainda não é conhecido, mas especula-se que poderia ser Márcio Lacerda (PSB), secretário de Desenvolvimento Econômico do governo Aécio Neves.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesPTPSDBBelo Horizonte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.