Aliados investem na aproximação de Dilma com Minas

Além de participar de eventos do governo, Dilma receberá homenagens em solenidade em Belo Horizonte

Agência Estado,

19 de janeiro de 2010 | 09h23

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, desembarca nesta terça-feira, 19, em Minas Gerais para a primeira de várias visitas já previstas ao Estado neste ano. Com o governador Aécio Neves (PSDB) fora da disputa presidencial, seus aliados trabalham para que ela conquiste os conterrâneos e garanta boa diferença de votos no segundo maior colégio eleitoral do País.

 

Veja também:

link PAC 2 será arma de Lula para dar fôlego a Dilma nas grandes cidades

link PDT declara apoio informal à candidata

link Discursos conflitantes deixam no ar futuro de Aécio

A visita a Minas não está condicionada apenas à presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Estado. Além de participar de eventos do governo federal, Dilma também estará em território mineiro para visitar a mãe e para receber homenagens na Câmara Municipal de Belo Horizonte e na Assembleia Legislativa. O argumento para as homenagens é liberação de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para obras como a duplicação da Avenida Antônio Carlos, em Belo Horizonte.

Há pelo menos um ano, desde que Dilma passou a ser considerada a candidata de Lula ao Planalto, seus principais aliados no Estado - como o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel - trabalham na sua "mineirização". É preciso convencer o eleitorado de que, embora tenha passado a maior parte de sua vida fora de Minas, a ministra tem raízes no Estado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleição 2010PTDilma RousseffMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.