Aliados discutirão crescimento de Roseana

O almoço programado para hoje entre os presidentes dos partidos da base aliada - PSDB, PFL e PMDB - terá um assunto novo na pauta: o resultado das pesquisas eleitorais que apontam o crescimento da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PF), para a sucessão presidencial. A melhoria do desempenho de Roseana, superando o pré-candidato do PPS, Ciro Gomes, foi comemorada pelo PFL. "Isso é positivo. Mostra a receptividade de suas ações no governo e coloca esperança em torno de uma mulher no Executivo", disse o presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC). Para ele, uma eventual aliança entre PSDB, PFL e PMDB na corrida presidencial dependerá muito dos resultados das pesquisas. "Quando não há candidato natural no partido, a escolha deve ser em torno de um nome que tenha melhores condições eleitorais", observou. Apesar dos números favoráveis a Roseana Sarney, o senador acha, no entanto, que o almoço não servirá para aprofundar a discussão sobre a sucessão presidencial, embora o assunto não deixará de ser incluído na reunião. "Não temos uma agenda fixa, mas vamos pensar um pouco no Brasil", destacou. Na avaliação de Bornhausen, o crescimento de Roseana pode ser atribuído também às inserções que estão sendo veiculadas no programa eleitoral gratuito no rádio e TV e que vão continuar até o final do ano. "Mas quando o produto não é bom, a massificação só serve para derrubá-lo", concluiu, deixando claro que, no caso da governadora do Maranhão, sua posição vem crescendo desde que o partido decidiu popularizar seu nome nos meios de comunicação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.