Aliados decidem aprovar íntegra do relatório da Previdência

Na reunião dos líderes da base aliada com o ministro chefe de Casa Civil, José Dirceu, ficou decidida a estratégia de votação da reforma da Previdência. O líder do governo na Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), anunciou que a base aliada fechou acordo para defender integralmente o texto do relator da reforma, José Pimentel (PT-CE), apresentado na semana passada. "A base aliada definiu que votará o texto de Pimentel", disse o líder. "Vamos iniciar a discussão amanhã e ainda esta semana começaremos o processo de votação", afirmou. O líder do PMDB na Câmara, Eunício Oliveira (CE), foi mais enfático e informou que, na reunião foi tomada a decisão de votar o relatório de Pimentel na quinta-feira. Segundo ele, foi acertado que os líderes da base governista não apresentarão destaques ao relatório da reforma da Previdência na comissão especial. Ele disse que os líderes começam desde já a fazer um levantamento sobre a posição que será defendida por cada um dos representantes dos seus partidos na comissão especial. "Até amanhã, os líderes vão saber qual a condição de suas bancadas na comissão, mas no PMDB não há nenhum problema", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.