Aliados decidem apoiar Delgado para vaga no TCU

Os partidos da base aliada decidiram apoiar o deputado Paulo Delgado (PT-MG) para concorrer à vaga de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Com isso, outros quatro candidatos indicados por essas legendas sairão da disputa. A escolha de Delgado foi resultado de uma prévia entre os deputados e de uma reunião entre os candidatos e os líderes partidários, com o objetivo de definir um único candidato aliado e evitar que os partidos saiam divididos para o plenário, contribuindo para uma eventual vitória da oposição. "Os próprios candidatos foram ouvidos e entenderam que neste momento o melhor nome para disputar pela base é o de Paulo Delgado", afirmou o líder do PMDB, Wilson Santiago (PB). O candidato do partido era o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). Além dele, abriram mão da disputa o deputado Luiz Antonio Fleury Filho (PTB-SP) e o ex-deputado José Antonio Almeida (PSB-MA). O PSC também vai retirar a indicação que havia feito do secretário-geral da mesa, Mozart Viana de Paiva. Nenhum líder que participou da apuração quis revelar o número de votos que cada um dos candidatos obteve. Votaram 215 de um total de 337 deputados que integram a base governista. Além de Delgado, concorrem à vaga do TCU, pela oposição, os deputados Aroldo Cedraz (PFL-BA), Gonzaga Mota (PSDB-CE) e Ademir Camilo (PDT-MG).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.