Aliados criticam falta de diálogo com governo

O presidente Fernando Henrique Cardoso ouviu críticas duras ao esquema de articulação política do governo, que não estaria sendo eficaz na relação com a base de sustentação no Congresso. " O governo tem bons articuladores mas poucos interlocutores", reclamou o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), em sintonia com o líder do partido na Câmara, Geddel Vieira Lima (BA). Segundo os peemedebistas, os parlamentares ressentem da falta de uma interlocução mais estreita entre Palácio do Planalto e Congresso. Sem referência direta ao ministro Aloysio Nunes Ferreira, da Secretaria Geral, que seria o responsável por essa tarefa, os líderes do PMDB foram unânimes em ressaltar a necessidade de "revitalizar a relação política", para a votação de matérias importantes para o governo. "Estamos sentindo certa impaciência na base", completou Calheiros. As críticas dos líderes foram feitas a bordo do avião presidencial que levou Fernando Henrique e políticos ao Rio de Janeiro para a festa de aniversário do jornal O Dia. Além dos líderes peemedebistas, teriam participado da conversa com o presidente o líder do PSDB, deputado Juthay Magalhães Júnior (BA), e alguns ministros, como Pimenta da Veiga, das Comunicações, Roberto Brant, da Previdência, Eliseu Padilha, dos Transportes, e Sarney Filho, do Meio Ambiente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.