Roosevelt Pinheiro/ Agência Senado
Roosevelt Pinheiro/ Agência Senado

Aliado de Renan assume Conselho de Ética do Senado

Senador João Alberto Souza (PMDB-MA) foi reconduzido à liderança do colegiado pela quinta vez

Isadora Peron, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2015 | 19h19

Brasília - Aliado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o senador João Alberto Souza (PMDB-MA) será reconduzido à presidência do Conselho de Ética da Casa pela quinta vez. A escolha foi confirmada nesta quarta-feira, 11, pelo líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE). Segundo ele, João Alberto foi o único que se candidatou ao posto. 


Questionado se a indicação não poderia ser vista como uma maneira de beneficiar Renan em um eventual processo no âmbito da Operação Lava Jato, Eunício negou que seja essa a intenção. "Esse cargo cabe ao PMDB por ser a maior bancada. E todos os senadores do PMDB são aliados (de Renan)", disse.

Segundo Eunício Oliveira, João Alberto "já demonstrou ser um homem de muita firmeza em suas posições" e, portanto, não poderia ser criticado por permanecer à frente do conselho. Amigo pessoal do ex-presidente José Sarney (PMDB-AP), que encerrou o mandato de senador este ano, João Alberto tem fama de engavetar denúncias. Em 2010, foi ele o responsável por arquivar o processo contra Sarney por causa do escândalo dos atos secretos.

Mais conteúdo sobre:
Renan Calheiros Senado Conselho de Ética

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.