Aliado de Itamar conquista cargo na direção do PMDB

O presidente do PMDB mineiro, o deputado federal José Saraiva Felipe, garantiu que o presidente da Companhia de Saneamento do Estado (Copasa), Marcello Siqueira, aliado do governador Itamar Franco, será mesmo o vice-presidente da Executiva Nacional do partido, em substituição ao senador José Alencar, dissidente que filiou-se ao PL. Felipe negou, porém, que a escolha de Siqueira tenha sido uma "barganha" entre o grupo do PMDB liderado por Itamar e os comandantes nacionais da legenda, em troca da permanência do governador na agremiação. "Não houve barganha, isso é uma bobagem", disse. "O espaço da vice-presidência pertence a Minas e o PMDB do Estado, por consenso, está indicando Marcello Siqueira", completou.Saraiva também ressaltou que o presidente nacional do PMDB, Michel Temer (PMDB-SP), pode ter sido mal interpretado ao dizer, na quarta-feira, que não houve nenhum tipo de compromisso com Itamar para que Siqueira ocupasse a vice-presidência. "Houve um acordo", assegurou. Também o deputado federal Hélio Costa (PMDB), que reuniu-se hoje com Itamar, confirmou o nome de Siqueira para compor a cúpula peemdebista. Costa também previu para a próxima semana um encontro, em Belo Horizonte, entre Itamar e Temer, para selar a indicação. Denúncia O principal motivo da reunião de Costa com Itamar foi a denúncia, feita pelo parlamentar, na Câmara, de que uma pesquisa supostamente encomendada pelo PSDB estaria circulando entre os peemedebistas do Congresso. Segundo Costa, a pesquisa, cujos responsáveis alegam ser do Ibope, estaria sendo feita por meio de um cartão com cinco nomes de possíveis candidatos ao Palácio do Planalto.O objetivo seria definir o preferido dos integrantes do PMDB. Mas aparecem apenas os nomes dos ministros José Serra, Paulo Renato e Pedro Malan (PSDB), do governador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e do senador Pedro Simon (PMDB-RS). "Isso nos parece uma manobra encomendada pelo PSDB para tentar enfraquecer o nome do governador de Minas e o próprio partido", disse Costa. Para o deputado, muirtos peemdebistas ficaram insatisfeitos com a pesquisa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.