André Dusek
André Dusek

Aliado de Cunha nega ter gravado conversa com Wagner e diz que isso é 'papel de moleque'

Segundo o presidente da Câmara, deputado André Moura e ministro da Casa Civil encontraram-se na quarta-feira para negociar o apoio em troca da aprovação da CPMF

Daniel Carvalho, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2015 | 13h38

BRASÍLIA - Aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado André Moura (PSC-SE) negou que tenha gravado escondido a conversa que teve com o ministro Jaques Wagner (Casa Civil), na última quarta-feira, 2. Irritado, Moura disse que a prática é “papel de moleque”.

“Quem faz isso não é digno da confiança de ninguém. Essa prática não é papel de homem e, sim, de moleque”, afirmou Moura ao Estado na manhã desta sexta-feira, 4.

Desde a noite de quinta-feira, começou a circular em Brasília a informação de que Moura teria gravado a conversa que teve com Wagner.

Governo e PT dizem que Cunha fazia chantagem, ameaçando deflagrar o impeachment da presidente Dilma Rousseff, caso não tivesse apoio do PT no Conselho de Ética. O peemedebista acolheu o pedido de impedimento na última quarta-feira em retaliação à declaração da bancada petista, que se negou apoio a ele.

Segundo Eduardo Cunha disse ontem, o líder do PSC e o ministro da Casa Civil encontraram-se na última quarta-feira para negociar o apoio em troca da aprovação da CPMF. Cunha disse que Dilma “mentiu à Nação” ao dizer que o governo não participou de “barganha” e que a própria presidente participou da negociação. Wagner disse que Cunha é quem mente, pois a presidente não teria conversado com Moura. Ontem o aliado de Cunha, disse que “a palavra que vale é a do presidente Eduardo Cunha”.

“Jamais me prestaria a um papel desses. Afirmo categoricamente que não tenho e nunca tive nenhuma gravação com quem quer que seja. Pode ter certeza”, disse André Moura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.