Aliado de Alckmin obtém na Justiça direito de participar de programa

Os advogados do deputado João Almeida (PSDB-BA) conseguiram no início da noite na 11ª vara Cível de Salvador uma liminar expedida pelo juiz Cláudio F. de Oliveira garantindo a sua participação no programa político estadual do PSDB, exibido na rede de TV às 20h30 na noite desta segunda-feira.O presidente do PSDB-BA Jutahy Júnior havia mandado cortar os cerca de 1minuto e 45 segundos do programa onde Almeida aparece, pela sua posição favorável à aliança com o PFL baiano. Jutahy não admite a união devido à sua briga secular com o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) apesar da direção nacional do PSDB já ter fechado o acordo.Conforme a sentença do juiz, o programa não poderia ir ao ar caso o material censurado não fosse recolocado no lugar. No entanto, a empresa que produziu e editou o material, a Goa Filmes, alegou falta de tempo para inserir todo o material retirado. Com isso, entrou apenas 1 minuto e 5 segundos de Almeida, quando ele discursa na sede estadual do PSDB durante a visita que Geraldo Alckmin fez ao local quando esteve na Bahia no início do mês para selar o acordo com o PFL baiano.A parte em que Almeida discursava na Câmara dos Deputados sobre o programa Luz no Campo ficou de fora. Contudo, os advogados do deputado ficaram satisfeitos com o desfecho do caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.