Alesp aprova novas regras para Previdência de advogados

Com 75 votos a favor e 2 contra, a Assembleia Legislativa do Estado aprovou ontem a proposta que institui novas regras para a Carteira de Previdência dos Advogados de São Paulo. Entre as mudanças estão aumento do valor das contribuições e regras mais rigorosas para concessão de aposentadorias. A votação foi acompanhada de protesto nas galerias.

AE, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 08h51

Apenas o PSOL não apoiou o texto. A proposta é menos radical do que a versão original do governador José Serra, que previa a extinção da carteira. Agora, para se aposentar, o segurado terá de comprovar 35 anos de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), 20 anos de contribuição à carteira e, no mínimo, 65 anos. A contribuição mensal passará de R$ 90 para R$ 200 a R$ 250. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
PrevidênciaadvogadosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.