Alencar vai aos EUA para se tratar do câncer

Na linha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que adora usar metáforas futebolísticas, o vice-presidente José Alencar recorreu a uma do mundo rural para explicar sua doença: "Quimioterapia já fiz todas; operações muitas, mas o tumor é resistente, é recorrente e bravo. Mas sou da roça e estou acostumado a montar cavalo bravo", disse, demonstrando otimismo.Alencar esteve no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde fez exames e uma hidratação no rim por causa do reaparecimento do seu câncer. Ontem mesmo, às 19 horas, embarcaria para os Estados Unidos. Acompanhado por seu oncologista Paulo Hoff, o vice-presidente irá ao Hospital W.D. Anderson, no Texas, considerado um centro de referência no tratamento de neoplasias. Lá, fará uma avaliação para tentar participar de tratamentos com drogas experimentais. "Aproveito para pedir às pessoas que rezam por mim para que reforcem as orações para que funcionem nos EUA", afirmou. Os médicos calculam que ele pode ficar de uma semana a dez dias no hospital.Hoff descarta uma nova cirurgia no caso de José Alencar. "Há novos medicamentos, ainda em fase de estudos, que podem ser ministrados. Temos uma grande expectativa que ele melhore", disse. O vice-presidente tem 18 tumores na região abdominal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.