Alencar usa sala de Lula para trazer senadores para o PRB

Vice tentou convencer três senadores do DEM e teria dito que presidente autorizou uso da sala

Lisandra Paraguassú, do Estadão,

08 de agosto de 2007 | 20h33

Em meio à sua temporada como presidente interino, o vice-presidente José Alencar usou a sala presidencial no Palácio do Planalto como cenário para convidar três senadores do DEM a ingressar no seu partido, o PRB. Demóstenes Torres (GO), Edison Lobão (MA) e Romeu Tuma (SP) foram chamados por Alencar e recebidos por ele e pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) para efetivar o convite.  Em entrevista ao sair do encontro, Demóstenes informou que Alencar disse aos três senadores ter sido autorizado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva a fazer o convite. O encontro foi rápido, cerca de 40 minutos, e não rendeu respostas positivas ao vice-presidente. Único a falar na saída do encontro, Demóstenes disse que poderia voltar a conversar com Alencar, mas já tem sua resposta: não sai do DEM. "Eu tenho lado. Sou homem de partido. Posso conversar novamente, mas não admito mudar", afirmou.  O vice-presidente ofereceu aos três o comando de seu partido nos três Estados e alegou que o PRB é um partido novo, pequeno, sem vícios ou escândalos e teria espaço nos Estados. A razão do convite aos três, na avaliação de Demóstenes, pode ser o fato de tanto ele, quanto Lobão e Tuma enfrentarem dificuldades de espaço no DEM em seus Estados. Não foi marcada uma nova conversa e o senador informou que não sabe qual a posição de seus colegas presentes ao encontro.

Tudo o que sabemos sobre:
José AlencarDEMPRBMarcelo Crivella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.