Alencar reafirma estar disposto a concorrer ao Senado

Vice-presidente reiterou que tem se sentido muito bem, apesar das sessões de quimioterapia

Anne Warth, Agência Estado

09 de março de 2010 | 21h14

O vice-presidente da República, José Alencar, disse na noite desta terça-feira, 9, estar disposto a disputar uma vaga ao Senado Federal pelo Estado de Minas Gerais. O político mineiro, que já exerceu o cargo de 1999 a 2002, afirmou que a agenda no Legislativo é mais leve que no Executivo e teria mais condições de voltar ao Senado do que exercer o cargo de governador de Minas Gerais, ao qual tem sido cogitado. "Eu tenho saudade do Senado", disse Alencar. "O Senado é uma casa que oferece oportunidade para a gente levar alguma contribuição para o País", acrescentou.

 

Questionado sobre se seria beneficiado em uma eleição após os recentes escândalos envolvendo a Casa, Alencar evitou polemizar. "A renovação é natural na vida pública. É assim mesmo. Hoje, por exemplo, o eleitor está mais cabreiro. Isso é bom", tergiversou. "Eu confesso que prefiro uma candidatura ao Legislativo. Eu prefiro porque tenho 78 anos ao fim deste mandato. Para a minha idade, além de poder levar toda a experiência ao Legislativo, eu teria condições perfeitas de cumprir uma agenda no Legislativo", acrescentou.

 

Alencar voltou a dizer que sua candidatura dependerá do resultado dos exames a que será submetido nos dias 16 e 17 de março, para avaliar a evolução de seu tratamento contra um câncer do abdome, contra o qual luta há 12 anos. "Não seria normal e não teria cabimento que eu fosse candidato se não estivesse bem de saúde. Mas, se eu estiver bem...", deixou no ar.

 

O vice-presidente reiterou que tem se sentido muito bem, apesar das sessões de quimioterapia. Alencar disse ainda que tem o apoio de todos os partidos políticos, inclusive da oposição. "Todos os partidos querem me dar apoio. É uma beleza", disse.

 

As declarações de Alencar foram dadas antes da homenagem que é prestada ao vice-presidente pelo Conselho Consultivo do World Trade Center, na capital paulista. O político mineiro recebe o título de conselheiro de honra da entidade.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoAlencarSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.