Alencar não teve 'obstruções arteriais importantes'

O presidente em exercício, José Alencar, não teve "obstruções arteriais importantes" diagnosticadas pela cineangiocoronariografia (cateterismo) à qual foi submetido ontem, após ter sofrido um enfarte agudo do miocárdio, de acordo com boletim médico divulgado hoje pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, onde ele está internado. Alencar teve o mal-estar às 18 horas de ontem.

ANNE WARTH, Agência Estado

12 de novembro de 2010 | 12h14

O presidente em exercício apresenta estabilidade cardíaca e será transferido hoje da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para a Coronária (Semi-Intensiva). As equipes que cuidam de Alencar são coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff, Raul Cutait e Paulo Ayrosa Galvão. Não está prevista a divulgação de novo boletim hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.