Alencar e Viegas se reunirão para discutir transição

O vice-presidente, José Alencar, indicado para o Ministério da Defesa, vai se encontrar à tarde o ex-ministro José Viegas. Será o primeiro encontro após a reunião que os dois tiveram hoje de manhã no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.O novo ministro cancelou sua ida ao Rio de Janeiro, onde participaria da 23ª Cúpula Presidencial do Grupo do Rio, em função da decisão tomada por Lula. Alencar esteve com o presidente e Viegas num encontro que começou às 9h45, quando trataram de sua indicação para o novo cargo. A nota oficial foi divulgada poucos minutos antes das 11 horas.Feroz crítico da política monetária exercida pelo Banco Central, o empresário de 73 anos indicado para o Ministério da Defesa evitou fazer declarações sobre a nomeação, ao sair do seu gabinete para almoçar em sua residência oficial, o Palácio do Jaburu. "Só poderemos falar depois da posse" disse. A posse está prevista para a próxima segunda-feira.Alencar estava na Europa quando começou a crise na área militar em função da reportagem publicada no jornal Correio Braziliense no dia 17 de outubro, sobre as supostas fotos do jornalista Wladimir Herzog, assassinado nos porões do Doi-Codi de São Paulo. Ao chegar ao Brasil no dia 20, a nota de retratação do Comando do Exército já havia sido divulgada no dia anterior, e o caso dado como encerrado por Viegas.A indicação de Alencar é feita depois do segundo turno das eleições, num momento em que o governo rearticula a sua base política, ressentida pelas disputas regionais. O afastamento de Viegas já era esperado, mas a indicação de Alencar surpreendeu até mesmo seus assessores mais próximos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.