Alencar e Costa fazem ofensiva contra aliança PT-PSDB

Vice e ministro estariam irritados com suposta aliança entre prefeito de BH e o governador Aécio

CHRISTIANE SAMARCO, Agencia Estado

18 de março de 2008 | 15h22

O vice-presidente da República, José Alencar (PRB), e o ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), anunciaram que estão montando uma ofensiva política para reagir à  aliança entre o PT do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, e o PSDB do governador mineiro, Aécio Neves. Irritados por não terem sido consultados pelo governador e pelo prefeito sobre a aliança, eles decidiram formar uma frente de sete partidos e lançar candidatos às prefeituras no maior número possível de municípios do Estado.   Veja Também:    Pimental fala à TV Estadão sobre aliança PSDB-PT A decisão de Alencar e Costa foi tomada nesta terça-feira, 18,  durante almoço em um restaurante de Brasília. Aproveitando a presença do líder do DEM na Câmara, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), o ministro fez ali mesmo um primeiro contato com o parlamentar baiano e anunciou que convidará o partido para a frente mineira contra a aliança PT-PSDB. "Os republicanos e os democratas são opositores nos Estados Unidos, mas aqui no Brasil pode ser que sejamos aliados", disse Alencar, em referência ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) e ao Democratas (DEM).Hélio Costa quer também "rachar" o PT no Estado de Minas Gerais. "Combinamos eu e o vice-presidente fazer esse mesmo encontro nosso com o ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social e Combate à Fome), já na próxima semana", disse Costa. Patrus Ananias é do PT e Costa quer a adesão dele à aliança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.