Alencar diz ser legítima pressão da oposição para criar CPI

O vice-presidente da República, José Alencar, avaliou como legítima a pressão da oposição ao Palácio do Planalto para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue o caso Waldomiro. ?Na política, você tem espaço para defender todas as posições?, disse o vice-presidente, ao ser perguntado sobre o assunto, durante entrevista concedida no seu apartamento, na zona sul da capital mineira, onde ele se recupera de uma cirurgia para retirada da vesícula biliar. Ontem, a Executiva Nacional do PSDB emitiu uma nota com duras críticas às manobras do governo para evitar a apuração no Congresso do caso. Alencar repetiu que pessoalmente é favorável à abertura da CPI. ?Eu seria a favor da CPI como sempre fui enquanto era senador?, afirmou. Ele disse, porém, disse que hoje ocupa a vice-presidência da República e é, portanto, um aliado do governo. ?Agora, eu não posso, de forma alguma, deixar de dizer para vocês que eu sou aliado?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.