Alencar diz que apóia imposto único para microempresas

O presidente da República em exercício, José Alencar, disse nesta terça-feira à noite que "o sistema tributário do Brasil se transformou num verdadeiro cipoal burocrático que entrava o desenvolvimento do País". Alencar fez a declaração durante discurso na entrega do Prêmio Prefeito Empreendedor, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Pequena e à Microempresa (Sebrae), no Clube do Exército. Em seu discurso, o presidente em exercício afirmou que apoiará a proposta que a entidade encaminhará ao governo de criar um Simples Geral, que englobe num só diploma todos os impostos federais, estaduais e municipais, favorecendo as pequenas e microempresas.O presidente do Sebrae, Silvano Gianni, disse que a Lei Geral daPequena Empresa está em vias de ser encaminhada ao Congresso. Trata-se, segundo ele, de lei complementar prevista na reforma tributária aprovada pelo Congresso que dá tratamente favorecido e diferenciado aos negócios de menor tamanho. O presidente do Sebrae disse ainda que o projeto é fruto de debate na entidade e será levado à apreciação do governo nos primeiros dias de agosto para este, posteriormente, encaminhá-lo ao Congresso. "Este projeto será o marco regulatório das micro e pequenas empresas, promovendo no País uma verdadeira revolução". EspionagemNa chegada ao Clube do Exército, Alencar disse que a investigação feita pela empresa americana Kroll Associates, sob encomenda da Brasil Telecom, pode estar "servindo a interesses subalternos". Alencar disse ser favorável a toda investigação de forma a mais trasparente possível. "Mas espionagem, nós não podemos aplaudir, de forma alguma", ressalvou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.