Alencar deixa legado de grandes homens, diz tucano

A liderança do PSDB na Câmara divulgou nesta tarde nota em que afirma que o ex-vice-presidente da República José Alencar foi um "empresário com grande sensibilidade social", que "nunca escondeu suas convicções, mesmo aquelas contrárias às determinações do governo". A nota, assinada pelo líder Duarte Nogueira, destaca que Alencar cativou o povo brasileiro com sua disposição e amor à vida, "lutando bravamente e sempre com alegria e bom humor". "Certamente deixa um legado que fará parte de uma biografia digna dos grandes homens públicos".

AE, Agência Estado

29 de março de 2011 | 15h56

Alencar morreu no início nesta tarde, às 14h41, "em decorrência de câncer e falência de múltiplos órgãos", de acordo com boletim divulgado às 15 horas pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde ele foi internado ontem. Devido a seu estado crítico, os médicos tinham descartado qualquer procedimento cirúrgico e Alencar estava sendo tratado apenas com analgésicos para aliviar a dor. Ele lutava contra um câncer no abdome há mais de 13 anos e havia passado por 17 cirurgias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.