Alencar deixa hospital e volta a falar da crise em Honduras

Vice-presidente informou que realizará, no próximo dia 14, novos exames de avaliação de seu estado de saúde

Agência Brasil,

30 de setembro de 2009 | 16h12

O presidente em exercício José Alencar deixou, às 15h15 desta quarta-feira (30), o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde cumpriu mais uma etapa da quimioterapia para combater o câncer de intestino. Ele informou que realizará, no próximo dia 14, novos exames de avaliação de seu estado de saúde.

 

Sorridente, ele disse que está se sentindo bem e que tem consciência de que tem de passar por esses procedimentos de tratamento para tratar o tumor.

 

Na saída do hospital, Alencar voltou a comentar sobre a crise política em Honduras, ressaltando que o Brasil não pode interferir nas questões internas daquele país, mas que o governo brasileiro é favorável à instalação de um regime democrático em Honduras. Alencar também disse esperar por acordo em que seja respeitado o resultado das eleições em Honduras.

Tudo o que sabemos sobre:
AlencarhospitalcriseHonduras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.