Alencar defende permanência de Palocci

O vice-presidente José Alencar defendeu, nesta segunda-feira, a permanência do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, no cargo. No Hotel Nacional, após participar de seminário promovido pela Associação Brasileira de Municípios (ABM), Alencar disse que conhece Palocci como chefe de família e companheiro de reuniões ministeriais e nunca ouviu dele algo que pudesse macular seu nome."Pelo que eu conheço de Palocci, ele tem condições (políticas de permanecer no cargo), porque é um homem rigorosamente de bem", afirmou o vice-presidente e ministro da Defesa, que minimizou as críticas que sempre fez à política econômica comandada por Palocci, ressaltando que elas sempre foram dirigidas à política monetária e de juros, não diretamente a Antonio Palocci.Questionado sobre a suposto envolvimento do Ministério da Fazenda na quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, Alencar disse que qualquer atividade fora da lei deve ser objeto de punição.DobradinhaAlencar voltou a informar que vai deixar o Ministério da Defesa esta semana. Alencar negou, no entanto, que pretenda candidatar-se a qualquer cargo eletivo. Perguntado se poderia repetir a dobradinha com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais deste ano, ele respondeu: "Ninguém se candidata a vice, a gente recebe convite".Em discurso que fez no seminário da ABM, o vice-presidente se emocionou ao falar de uma visita feita a uma escola de ensino fundamental na China, país que ele visitou na semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.