Alencar assina com 3 vetos lei que blinda advogados

Conforme já antecipara o Estado na quarta-feira, o presidente em exercício, José Alencar, vetou ontem pontos do projeto de lei que protege os escritórios de advocacia de diligências policiais autorizadas por mandados judiciais de busca e apreensão. Foram retirados do texto os parágrafos 5º, 8º e 9º. Na prática, os vetos não eliminam a inviolabilidade dos escritórios, em caso de investigações da PF: apenas retiram do texto da lei detalhes que podem facilitar o acobertamento de irregularidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.